Porto Tasty: O que pensa Anthony Bourdain sobre o Porto?

O que pensa Anthony Bourdain sobre o Porto?


O chefe norte-americano Anthony Bourdain esteve em fevereiro em Portugal, no Porto, a gravar o programa "Parts Unknown", emitido na CNN e no 24 Kitchen. Leia a nota:

A área ao redor da cidade do Porto, em Portugal, foi um dos primeiros lugares onde fiz um programa de televisão – voltemos aos dias de Cook’s Tour. Eu não fazia ideia do que estava a fazer. Portanto, entrei em contacto com um amigo, José, meu empregado no restaurante Les Halles. Ele nasceu e foi criado na área, teve uma família aqui e um grande orgulho na sua cidade natal, na sua cultura e, especialmente, na sua cozinha. 

Foi uma experiência esclarecedora de várias maneiras. Aprendi muito sobre o José e a sua família. Aprendi um pouco mais sobre a prática estranha e antinatural de fazer televisão e, pela primeira vez depois de quase três décadas como cozinheiro e chefe, aprendi - realmente aprendi - de onde veio minha comida.

Nunca vi um animal morrer antes. Eu nunca tinha olhado o meu jantar nos olhos enquanto a vida era escorrida. Eu tinha telefonado milhares de vezes e encomendado caixas de carne, em sacos de plástico, em partes limpas e relativamente sem sangue, irreconhecíveis como as criaturas vivas.

José e a família lançaram-me numa festa tradicional de porcos, em que culturas de todo o mundo - como a Sicília, Bornéu, Roménia e a rural Louisiana - celebram acarinhadamente esta festa que envolve comunidades inteiras, uma ocasião alegre onde as pessoas se reúnem para cozinhar, comer e beber. Invariavelmente, envolve a morte de um animal. E digo-vos: foi uma experiência profundamente inquietante.  

Muitas vezes, eu sou acusado pelos ativistas dos animais de "comemorar" ou "promover" a matança ou tortura de animais. Eu fui acusado de fazê-lo com lucro - como se a morte perturbadora e feia de qualquer coisa viva pudesse ser agradável ou o tipo de coisa que provavelmente aumentaria a audiência.

O que eu faço no meu programa é mostrar como as pessoas vivem. Como elas comem. E de onde vem essa comida. Muitas vezes, essa não é uma imagem bonita. Quer se trate de pessoas que se esforçam para alimentar as suas famílias em situações políticas ou militares opressivas ou a maneira dispersa e desapontante com que as pessoas matam galinhas, porcos ou caça - geralmente nas regiões onde vivem mais próximas desses mesmos animais.

Não me agrada a morte de qualquer coisa viva. Qualquer pessoa que o faça é, na minha opinião, um monstro. 

Mas eu não vou mostrar-te como as pessoas vivem em todo o mundo. Eu tentarei, sempre, simpatizar ou entender ou, pelo menos, tentar ver as coisas do ponto de vista dessas pessoas. E eu vou deixar que sejas tu, se tu optares por olhar, a fazer os teus próprios julgamentos.

Portugal é um país muito antigo e muito bonito. Os portugueses foram uma nação de exploradores, navegadores, marinheiros. E a sua música, a sua cultura, a sua gastronomia e o seu abraço de saudade refletem isso.

Devemos conhecer o passado - e o presente - antes de tentar julgá-lo. Nós escolhemos comer carne agora que sabemos de onde ela vem e o que está envolvido?


You Might Also Like